quinta-feira, 12 de abril de 2007

A incrível caixinha de armazenar músicas

Muito se fala sobre a miséria no país, a fome, a falta de acesso à cultura, a necessidade de inclusão digital da população. Para que falar sobre isso?

A cena é outra: na churrascaria dos Jardins em Sampa, geralmente freqüentada por executivos, a avó bem vestida, elegante e alinhada almoça com a neta. A menina aparenta ter uns 9 anos, é falante e come na velocidade inversamente proporcional à quantidade de palavras que extrai em seu monólogo.
A avó vigia cada pedaço de comida, se comeu ou não, se cortou faz tempo e abandonou, porque pegou tanta batata frita e olha, o molho vai sujar sua roupa. Enquanto a menina mastiga por milímetros e fala por kilômetros.
Um elogio da avó sobre uma amiga sua a faz discorrer como esta é seu clone, sua gêmea, separadas no nascimento.
A avó descrente olha para o prato de comida, o único da mesa, ao lado dos copos de suco vazios.
A menina conta sobre a promessa da mãe de lhe dar um ipod se tirasse 10 nesse bimestre, pelo menos em algumas matérias.
Mesmo conformada diante da impossibilidade de ganhar agora o presente, pois o 10 não virá, ela tenta explicar à avó o que é um ipod - uma caixinha que serve para "armazenar" - fala assim, com entonação entre aspas - músicas, todas as que você quiser.
A avó não se interessa muito, nem se surpreende.
A menina também não se surpreende com o prêmio oferecido para um fim de bimestre escolar. Para outras crianças, o mimo seria para o fim do ano. Para milhares de outras, seria inalcançável, irreal. Para milhões de outras, impossível, desconhecido, inexistente.
Mas a menina não se dá conta.
A mãe não se dá conta.
A avó não se dá conta.

2 comentários:

Gabriel disse...

parabéns.
Adorei sua visão, e realmente é assim, as pessoas falam tanto de temas como poluição, e baixa renda que transformam todo resto em TABU.
Parabéns.

Dido Carvalho disse...

Ufaa!! Até que enfim um blog inteligente, que relata e convida a discussão temas interessantes e importantes para nossa sociedade.

Parabéns pelo blog e por suas atitudes e pensamentos!!

Percebí que ainda existem pessoas preocupadas em mudar alguma coisa neste país.

Beijos